Parashari Jyotish: Tudo que você aprendeu sobre Astrologia Védica pode estar errado

Parashari Jyotish

Introdução

A astrologia na Índia é rica e diversificada, com profundas raízes na história e cultura. À medida que se difundiu para além das fronteiras indianas, passou por simplificações para facilitar a compreensão. Astrólogos frequentemente simplificam partes do conhecimento complexo, tornando-o acessível a todos, como até mesmo eu fiz aqui neste artigo. No entanto, essas simplificações às vezes se perpetuam a ponto de distorcer a versão original, criando mitos. É importante notar que a astrologia indiana não é apenas Parashari Jyotish ou uma expressão única em todo o território indiano, como veremos a seguir.

A Astrologia teve suas origens ligadas a revelações divinas concedidas a sábios do passado, que transmitiram seu conhecimento por meio de seus alunos em seus paramparas ou linhagens. Esses sábios detinham a chave para a compreensão das estrelas, planetas, signos do zodíaco e a mecânica celeste.

Antigamente, apenas aqueles que contribuíam para as três vertentes da astrologia – Siddhanta, Hora e Samhita – eram considerados astrólogos ou daivajnas. Acredita-se que existiram 18 grandes tradições na astrologia, conhecidas como os 18 propagadores da astrologia.

Cada um desses sábios tinha seu próprio estilo de interpretação do universo. Dois astrologos reconhecidamente notáveis foram Maharishi Parashara e o Maharishi Jaimini, que fundaram duas escolas distintas – Parashari Jyotish e Jaimini Jyotish – ambas ainda populares hoje. Muitos astrólogos contemporâneos combinam técnicas e ensinamentos de diferentes escolas, por isso, antes de incorporar uma técnica é importante reconhecer de qual ramo de astrologia essa técnica nasceu.

É natural que qualquer buscador sincero da astrologia espere encontrar textos relacionados a Siddhanta, Hora e Samhita para cada uma das 18 tradições na astrologia. Alguns desses livros ou suas variações estão disponíveis, outros contêm apenas citações e alguns parecem estar irremediavelmente perdidos e desconhecidos. A autenticidade e origem de alguns desses textos muitas vezes são motivo de confusão, inclusive os textos de Parashara frequentemente são questionados a cerca de sua integridade.

Mas antes de discutirmos o que isso significa, precisamos definir o que é cada tipo de astrologia. Se você tem interesse em saber quais são as diferenças acompanhe a sequencia de artigos que serão lançados aqui. Se você se interessa por este tema e está começando a estudar astrologia, dá uma olhada nestes artigos:


Leia Também:

A linhagem de Parashara – A historia de Vashishta, o Maharishi com 3 vidas

Calendários Lunissolares: Os 2 principais sistemas para marcar a passagem do Tempo

Escolhendo o Ayanamsa: 5 pontos para levar em consideração

Livros de Astrologia Védica para Iniciantes: 10 livros para Começar

Os 10 Maiores Astrólogos Védicos de Todos os Tempos

Ahoratra: As 11 Unidades menores de Tempo na Astrologia Védica

Os 5 Melhores Softwares de Astrologia Védica: Guia para Iniciantes

5 Apps de Astrologia Védica que Não Podem Faltar no Seu Celular

Calendário Astrológico de 2024 Gratuito


As Possíveis 18 linhagens de Astrologia

Antes de nos aprofundarmos nos detalhes da natureza e nos ensinamentos fundamentais de cada uma dessas escolas astrológicas, é importante estabelecer uma base sólida. Para isso, vamos apresentar uma tabela que define e descreve algumas dessas escolas de acordo com a disponibilidade dos textos na forma de Siddhanta, Hora e Samhita. Alguns deste texto, temos apenas fragmentos ou partes incompletas de um possível tratado mais extenso. E lembrando que mesmo que alguns deste textos estejam indisponíveis para nós hoje, sabemos da sua existência por comentários e referencias em outros textos. Dessa forma, poderemos compreender melhor a riqueza e a diversidade de da pratica astrológica na Índia.

Parampara/EscolaSiddhantaHoraSamhita
ParasharaDisponívelDisponível (com versões distintas)Fragmentos
BhriguIndisponívelFragmentosDisponível (Fragmentos)
VasishtaDisponívelFragmentosDisponível
ViswamitraIndisponívelFragmentosFragmentos
GargaIndisponívelFragmentosDisponível
MayaIndisponível
(Acredita-se que o Surya Sidanta
de Maya foi “modificado” e que a
versão que temos não é a original)
FragmentosIndisponível

O Que é Parashari Jyotish?

Parashari Jyotish é uma das sete formas de astrologia preditiva amplamente seguidas na Índia. É a forma de astrologia proposta e ensinada pelo Maharishi Parashara, cujos detalhes e ensinamentos podem ser encontrados no “Brihat Parashara Hora Shastra”. Parashara é considerado o pai da astrologia por muitos e não somente o criador do estilo de astrologia chamado Parashari Jyotish.

A base de pensamento desta escola é que os planetas exercem influência direta através de combinações e de “olhares”, ou aspectos, sob as casas no horóscopo. Os planetas ocupam a base dessa abordagem, enfatizando-se mais o poder e a energia planetária em detrimento dos Rashi (ou dos signos). Ao ler o BPHS, observamos como Parashara dá ênfase sobre planetas e casas e não se aprofunda tanto nos efeitos de signos. Essa perspectiva se diferencia da escola de pensamento de Jaimini, que coloca ênfase primordial nos Rashi. No entanto, um estudante atento perceberá que ambas as abordagens, tanto do Parashari Jyotish quanto do Jaimini, se complementam, oferecendo uma visão abrangente da astrologia.

Parashari Jyotish MAPA
Parashari Jyotish: Tudo que você aprendeu sobre Astrologia Védica pode estar errado 2

Princípios de Parashari Jyotish

Os Karakas e Indicadores no Parashari Jyotish

Parashari Jyotish afirma que os planetas são os “Karakas”, significantes e indicadores das casas. Portanto, cada planeta tem suas próprias características naturais e significados, que influenciam os eventos em uma casa.

  • Sol: O Pai/Ego
  • Lua: A Mãe
  • Marte: Os Irmãos
  • Mercúrio: Amigos
  • Júpiter: Os Filhos
  • Vênus: A Companheira
  • Saturno: Os Colaboradores e empregados
  • Rahu: Os Avós Paternos
  • Ketu: Os Avós Maternos

As Interações dos Planetas no Parashari Jyotish: Os Aspectos ou Olhares

Os planetas podem interagir com o Horoscopo de diversas formas. A mais conhecida e difundida são os aspectos planetários ou olhares.

  • Todos os Planetas aspectam ou lançam o olhar sobre a 7ª Casa : Todos planetas aspectam a setima casa de si mesmos.
  • Marte aspecta a 4ª e a 8ª Casa: Marte aspecta a 4ª casa e a 8ª casa a partir de si.
  • Júpiter aspecta a 5ª e 9ª Casa: Júpiter “olha” a 3ª e 10ª casa a partir de si.
  • Saturno aspecta a 3ª e 10ª Casa: Saturno aspecta a 3ª e 10ª casa a partir de si.
  • Rahu aspecta a 5ª e 9ª Casa. Ketu não tem Aspectos: Rahu conseue “olhar” a 5ª e a 9ª casa a partir de si. Ketu não tem cabeça, por tanto não consegue olhar para nenhum ponto no Zodíaco.

As Casas

Cada casa no seu mapa está associada a uma área diferente da sua vida. Veja o que cada casa representa no Parashari Jyotish:

  • O Ascendente, também conhecido como Lagna: é a primeira casa. O Ascendente influencia a sua aparência exterior, perspectiva geral da vida.
  • A segunda casa: está relacionada a posses materiais e finanças.
  • A terceira casa: rege a disposição mental e processos mentais, bem como a comunicação.
  • A quarta casa: rege as suas raízes e vida doméstica. Também governa a sua relação com a sua mãe.
  • A quinta casa: está relacionada à criatividade, ludicidade e romance. Destaca a sua inteligência mental em termos de inovação.
  • A sexta casa: está correlacionada com a sua rotina diária, bem-estar e saúde.
  • A sétima casa: é a casa descendente do seu mapa. Essa posição representa a casa do seu parceiro ou companheira.
  • A oitava casa: é a casa da morte e da perda. Ela guarda segredos, mistérios e transformações.
  • A nona casa: representa os seus princípios, sonhos e intuição. Também afeta as suas crenças religiosas e o aprendizado superior.
  • A décima casa: está relacionada à sua vida profissional.
  • A décima primeira casa: influencia a riqueza não material, desejos e prosperidade.
  • A décima segunda casa: espelha o fim do ciclo de vida e a ascensão ao reino espiritual.

Parashari Jyotish e o Sistema Vimshottari Dasa

Segundo o Parashari Jyotish, o sistema Vimshottari Dasa é o mais adequado para a vida humana. De acordo com este sistema de Dasha, todos os planetas têm Mahadasha, ou um período fixo de tempo. Portanto, são necessários 120 anos para que o ciclo com todos os planetas se complete. Rishi Parasara afirma que os seres humanos também sobreviverão em média 120 anos na Kali Yuga, enfrentando as influências benéficas e maléficas de todos os planetas durante sua vida.

O ciclo do Vimshottari Dasa é como um calendário dos eventos da sua vida e é a principal maneira que astrólogos védicos encontram o momento em que os carmas se manifestam. Se o Mahadasha é auspiciosa ou inauspiciosa depende de vários fatores, como a posição de um planeta no seu mapa astral ou se ele é benéfico ou maléfico. A duração de cada Dasa planetário influencia a direção dos eventos em sua vida. Além disso, os resultados reais dependem das Antardasas e outras divisões de tempo dentro de cada Dasa.

Vale apena deixar claro que este não é o único sistema de Dasas ensinado no Parashari Jyotish e que o próprio Parashara ensina outras maneiras de calcular Dasas alternativos. O Vimshottari Dasa ganhou muita popularidade a partir do período medieval e temos referencias de outros sistemas sendo utilizados em outros momentos.

Laghu Parashari

Laghu Parashari é um livro de astrologia que reverbera com os ensinamentos de Parashara no Brihat Parashara Hora Shastra. Laghu significa “pequeno”, e Parashri refere-se ao sistema de astrologia mencionado no “Bṛhat Parasara Hora Shastra”, escrito por Rishi Parashara. O BPHS consiste em mais de 100 capítulos e este é um resumo dos principios tidos no grande classico de Parashara. Laghu Parashari também é conhecido como Jataka Chandrika.

O Laghu Parashri é composto por cinco capítulos, contendo 42 versos. Sua abordagem de escrita é semelhante ao Hora Shastra, com versos curtos e concisos. Este texto funciona como uma síntese de todos os princípios de previsão encontrados em obras mais extensas, tornando-o mais acessível e fácil de memorizar. De fato, os versos do Laghu Parashri fornecem uma metodologia para a aplicação precisa do Vimshottari Dasha na astrologia preditiva. Portanto, se você já estudou o BPHS, é importante revisitar o Laghu Parashri para aprimorar e reforçar os ensinamentos de Parashara.

Conclusão

Em resumo, Parashri Jothishi é uma escola de pensamento astrológico rica, que se baseia nos ensinamentos de Rishi Parashara. Seus princípios fundamentais, o sistema Vimshottari Dasa, planetas com seus aspectos e interações, e as casas são elementos essenciais dessa tradição astrológica. A compreensão desses conceitos pode proporcionar uma visão mais profunda do mundo da astrologia indiana e de como ela influencia a vida das pessoas.

Espero que este artigo tenha fornecido uma compreensão clara do que é Parashri Jothishi e tenha despertado seu interesse, se estiver curioso em conhecer outros elementos sobre os primeiros passos da astrologia fiz uma pequena apostila com os principais pontos.

O que é Laghu Parashari?

O Laghu Parashri é composto por cinco capítulos, contendo 42 versos. Sua abordagem de escrita é semelhante ao Hora Shastra e os ensinamentos do Parashari Jyotish, com versos curtos e concisos. Este texto funciona como uma síntese de todos os princípios de previsão encontrados em obras mais extensas, tornando-o mais acessível e fácil de memorizar.

Quais são os aspectos de Marte?

Marte aspecta a 4ª e a 8ª Casa: Marte aspecta a 4ª casa e a 8ª casa a partir de si.

Quais são os aspectos de Júpiter?

Júpiter aspecta a 5ª e 9ª Casa: Júpiter “olha” a 3ª e 10ª casa a partir de si.

Quais são os aspectos de Saturno?

Saturno aspecta a 3ª e 10ª Casa: Saturno aspecta a 3ª e 10ª casa a partir de si.

Quais são so aspectos de Rahu?

Rahu aspecta a 5ª e 9ª Casa. Rahu conseue “olhar” a 5ª e a 9ª casa a partir de si.

Quais são so aspectos de Ketu?

Ketu não tem cabeça, por tanto não consegue olhar para nenhum ponto no Zodíaco.

Picture of Pedro Cabral

Pedro Cabral

Graduação acadêmica em Comunicação e mais de 15 anos de dedicação à Astrologia Védica. Tudo teve início quando tive o privilégio de conhecer um ourives vaishnava, cuja inspiração me guiou. Ao longo do tempo, fui aluno de mestres indianos, lapidando com cuidado minhas habilidades. Sempre movido em enriquecer e contribuir ativamente para o florescimento da comunidade astrológica e dos amantes desta arte.

Contribua com a divulgação da Astrologia Védica!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca Tempo

Aprenda com os melhores. Se matricule em nossos cursos

Últimos Artigos

Não perca Tempo

Baixe a Apostila sobre os Primeiros Passos da Astrologia Védica inteiramente Grátis