Escolhendo o Ayanamsa: 5 pontos para levar em consideração

Introdução


A astrologia é uma antiga crença que busca entender e interpretar as influências cósmicas sobre as vidas humanas. Um dos elementos fundamentais para calcular um mapa astral é o conhecimento preciso da posição dos corpos celestes no momento do nascimento de uma pessoa. É natural que a maioria das pessoas, ao saber que a posição do sol e outros planetas mudam de um tipo de astrologia para o outro, ache engraçado ou critique essa a ideia achando que há uma inconsistência.

Nossos colegas ocidentais que usam o zodíaco tropical não são afetados por conjecturas a respeito da precessão dos equinócios na interpretação de um mapa astral. Por isso esse sempre foi um tema periférico, apenas estudiosos de astronomia e astrólogos pesquisadores se perguntavam sobre seus efeitos. No entanto, nós como astrólogos védicos, enfrentamos um dilema profundo sobre qual Ayanamsa adotar. Por isso, qual seria a melhor opção para configurar o seu software de astrologia?

Sabemos que os astrólogos ocidentais, que usam o zodíaco sideral em suas praticas, aprendem as complexidades do Ayanamsa por curiosidade e acabam escolhendo aquele que mais lhes agrada ou que ressoa melhor com a sua prática. Por outro lado, os astrólogos védicos são confrontados com uma situação peculiar, em que a escola de pensamento e técnicas influenciam e tendem a ser o fator decisivo na escolha do Ayanamsa.

Compreendendo a Influência da Precessão dos Equinócios na Astrologia


O termo “Ayanamsa” se origina do sânscrito e pode ser dividido em duas palavras: ayana “‘movimento”‘ e aṃśa “componente”. Pode ser traduzido como “o movimento em direção à uma referência“. Para entender o Ayanamsa, é necessário descrever dois zodíacos diferentes: o Niryana chakra e o Sayana chakra. O Niryana baseia-se nas estrelas, enquanto o Sayana é baseado nos pontos equinociais, ou seja, nas estações do ano usando o plano da Terra como ponto de referência.

O zodíaco Niryana, ou baseado nas estrelas, está em movimento em relação ao Sayana chakra, o que é evidenciado ao passar de longos anos pelas estrelas estarem em posições diferentes durante o mesmo período a cada ano. Essa diferença entre Niryana e Sayana chakra é chamada de Ayanamsa.

É um termo técnico que se refere na astrologia védica para indicar o desvio angular entre o ponto inicial do Zodíaco e o ponto em que a órbita da Terra cruza o equador celeste durante o equinócio vernal. Esse movimento é chamado de Precessão dos Equinócios e é um fenômeno que ocorre devido ao movimento lento, porém constante, do eixo de rotação da Terra. Esse movimento causa uma mudança gradual na posição dos astros em relação aos signos do Zodíaco.

Teorias sobre a precessão


Existem duas teorias principais para explicar a causa do Ayanamsa: a teoria luni-solar e a teoria binária. A teoria luni-solar foi inicialmente proposta por Copérnico e depois por Newton, sendo modificada várias vezes desde então. Essa teoria é baseada na ideia de que a mudança das estrelas em relação à Terra ocorre devido à mudança do ângulo da Terra em relação a elas.

No entanto, embora tenham sido comprovados que o Sol e a Lua afetam o ângulo da Terra, isso não foi suficiente para explicar completamente a mudança do Ayanamsa. Além disso, a teoria luni-solar baseia-se em princípios de cálculo que não conseguem prever com precisão as futuras posições do Ayanamsa.

A teoria binária, por sua vez, é mais próxima das concepções védicas do universo, que afirmam que o Sol está se movendo em torno de outro ponto fixo, como Dhruva ou algum outro ponto fixo. De acordo com essa teoria, a Terra, assim como a Lua, deve gastar mais tempo para alcançar as posições das estrelas nos céus, pois o Sol está se movendo simultaneamente ao redor de outro ponto ou estrela binária. Esse movimento faz com que pareça que as estrelas estão se movendo para trás a cada ano.

A Influência do Ayanamsa na Astrologia


O Ayanamsa é um fator essencial para um astrólogo védico calcular com precisão as posições planetárias e determinar a influência astrológica em um determinado momento. Como dito anteriormente, a taxa de movimento do Ayanamsa é chamada de Precessão. As observações a respeito desse movimento vem sendo feitas a milenios, e baseado nesses dados vem se observando que a velocidade de precessão está mudando. Inicialmente, era de 46 segundos de arco (“) em 150 d.C., mas agora é de aproximadamente 50 segundos de arco e aumentando.

Com base nas informações atuais, um ciclo completo ao redor do zodíaco levaria cerca de 25 mil anos. No entanto, com dados limitados a um período de 2000 anos, temos apenas uma fração de 1/12 do conhecimento do movimento do zodíaco.

Métodos de Cálculo do Ayanamsa


Esse calculo é tão importante que o Governo da Índia criou um comitê para estudar qual seria a distância correta e assim ajustar os calendários em uso na Índia. Existem vários métodos utilizados para calcular o ayanamsa na astrologia. Alguns dos métodos comuns incluem o Lahiri Chitra Paksha Ayanamsa, o Raman Ayanamsa e o Krishnamurti Ayanamsa. Cada método utiliza uma abordagem diferente para calcular o desvio angular e, consequentemente, produz resultados ligeiramente diferentes.

Os astrólogos podem escolher o método que considerem mais preciso e alinhado com sua prática astrológica, o Governo da Índia e a maioria dos astrólogos utiliza o Lahiri Ayanamsa. O Governo da Índia para oficializar um modelo, chancelou o inicio da contagem do Ayanamsa como o momento em que ponto na eclíptica opôs exatamente a estrela fixa Chitra (Alpha Virginis) no Equinócio Vernal, isso foi registrado no ano 285 d.C. Por isso, hoje, a escolha mais comum entre os astrólogos védicos é o Ayanamsa de Lahiri. Isso se deve ao fato de que o Ayanamsa foi selecionado por um comitê após intensa análise.

Existem dois Ayanamsas principais nas escrituras védicas: Revati-paksha e Chitra-paksha. O termo “paksha” refere-se a 180 graus ou a uma posição exata oposta a uma estrela fixa. Hoje, o grau tropical de Spica é de 23 graus 57 minutos e 2,03 segundos de arco. Isso corresponde ao grau sideral de 0 graus de Libra e, oposto a isso, encontra-se o grau sideral de 0 graus de Áries, de acordo com o Ayanamsa de Chitra Paksha/Lahiri.

demostração do que seria o ponto na eclíptica onde acontece o Equinocio Vernal para explicar o Ayanamsa
Ayanamsa: Ponto na Eclíptica do Equinócio Vernal

A razão para escolher estrelas no início desses dois pontos é que eles correspondem ao Deva Ayana, ou seja, o dia dos Devas que começa em Áries e termina em Libra, onde o dia dos Asuras começa. Preferencialmente, qualquer ayanamsa que represente o movimento das estrelas deve ser baseado nesses pontos de início/fim, pois, de acordo com o Rg Veda, as estrelas são a morada dos Devas.

Importância do Ayanamsa na Astrologia Védica


A escolha do Ayanamsa pode ser um desafio para os astrólogos, pois muitas das novas teorias carecem de embasamento astronômico sólido. É essencial considerar as posições das estrelas, a taxa real de precessão das estrelas e os sinais que iniciam o Ayanamsa ao fazer essa escolha. Existe uma grande polêmica dentro da comunidade astrológica em torno de qual seria essa diferença real visto que a comunidade é fragmentada sobre qual calculo é o calculo correto e muitos astrólogos são enérgicos ao defender os seus pontos de vista.

Na astrologia védica, o Ayanamsa desempenha um papel crucial na determinação dos elementos astrológicos, afinal quando olhamos mapas harmônicos e divisões cada vez mais precisas de um mapa é muito importante trabalhar com dados e modelos corretos. A precisão do Ayanamsa afeta diretamente as interpretações e previsões astrológicas. Um cálculo preciso do ayanamsa é essencial para oferecer informações corretas e confiáveis aos indivíduos que buscam orientação astrológica.

No entanto, na prática um astrólogo habilidoso com a capacidade de retificar um mapa não teria problemas em ajustar as suas praticas a qualquer Ayanamsa e mesmo assim obter resultados certeiros ajustando o horário de nascimento do seu cliente. Por tanto, embora a escolha do Ayanamsa seja um fator importante, o uso dele na prática astrológica é supervalorizado especialmente se o astrólogo tiver domínio sobre o uso de Dasas e suas aplicações. Um astrologo qualificado, depois de encontrar e estabelecer a data de eventos em um mapa e o sistema de Dasas calibrado, consegue navegar por entre outros eventos sem se preocupar muito com o ayanamsa.

Todo estudante de astrologia deve aprender sobre esse tema, especialmente para demostrar as diferenças entre os dois sistemas, mas ele não pode se tornar refém do seu uso. Outro fator importante é entender não somente as aplicações, mas a gênese dessa ideia, justamente para aprender sobre o funcionamento dos Calendários utilizados até hoje na Índia. Se você tiver interesse em aprender mais, dá uma olhada em nossos cursos!

FAQ


O que é precessão dos equinócios?

A precessão dos equinócios é um fenômeno que ocorre devido ao movimento lento do eixo de rotação da Terra. Esse movimento causa uma mudança gradual na posição dos astros em relação aos signos do Zodíaco ao longo do tempo.

Por que o Ayanamsa é importante na astrologia?

O Ayanamsa é importante porque ajusta as posições planetárias de acordo com a precessão dos equinócios, permitindo cálculos astrológicos mais precisos e interpretações corretas.

Como o Ayanamsa afeta as previsões astrológicas?

Um cálculo preciso do ayanamsa é essencial para fornecer previsões astrológicas precisas, pois ele ajusta as posições planetárias de acordo com a precessão dos equinócios, levando em consideração a mudança gradual na posição das estrelas fixas em relação aos signos do Zodíaco.

Qual é o melhor método de cálculo do Ayanamsa?

O melhor método de cálculo do Ayanamsa depende da preferência do astrólogo e da abordagem astrológica utilizada. Diferentes métodos podem fornecer resultados ligeiramente diferentes, e cabe ao astrólogo escolher o método que considere mais preciso e alinhado com sua prática astrológica.

Picture of Pedro Cabral

Pedro Cabral

Graduação acadêmica em Comunicação e mais de 15 anos de dedicação à Astrologia Védica. Tudo teve início quando tive o privilégio de conhecer um ourives vaishnava, cuja inspiração me guiou. Ao longo do tempo, fui aluno de mestres indianos, lapidando com cuidado minhas habilidades. Sempre movido em enriquecer e contribuir ativamente para o florescimento da comunidade astrológica e dos amantes desta arte.

Contribua com a divulgação da Astrologia Védica!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca Tempo

Aprenda com os melhores. Se matricule em nossos cursos

Últimos Artigos

Não perca Tempo

Baixe a Apostila sobre os Primeiros Passos da Astrologia Védica inteiramente Grátis