As 9 noites de Navratri: A Vitória da Luz

Introdução

É impressionante como todos os festivais religiosos indianos carregam profundo simbolismo astrológico. Hoje, falaremos do festival de 9 noites que sucedem o Pitru Paksha e estão associadas tanto às 9 formas da deusa Durga quanto a vitória do príncipe Rama. Navratri, ‘nav’ significando nove e ‘ratri’ significando noite é conhecida como uma celebração em homenagem à Deusa Durga, que simboliza poder e pureza. Além da Deusa Durga, as suas “irmãs”, as Deusas Lakshmi e Saraswati, também são adoradas durante o Navratri. Este festival colorido é comemorado em toda a Índia, com cada região adicionando seu toque único às festividades.

No Norte da Índia, é um festival de nove noites observado para celebrar a vitória do Senhor Rama sobre Ravana. No Ramayana, quando Sita foi sequestrada, Sri Ram começou a orar a Deusa Durga antes da batalha em busca de ajuda e apoio. Ele começou suas preces no Tithi lunar de Shashti. Ele ofereceria 108 Lótus azuis à Devi Durga, mas, quando chegou o momento de oferecer o 108º Lótus, a flor não estava mais lá. Sendo Rama o símbolo da palavra e honra, ele estava prestes a arrancar seus olhos e oferecê-los à Deusa para substituir o item que faltava na cerimonia.

No entanto, a Deusa o deteve e lhe concedeu bênçãos para sair vitorioso. A história é encenada durante nove dias, chamada de Ramlila, e no último dia, quando Rama ‘mata’ Ravana com seu arco, o festival culmina com a queima das efígies de Ravana e de seus irmãos Meghnad e Kumbhakaran. Durante o festival, as pessoas se vestem com trajes tradicionais, jejuam, fazem orações ao Senhor e distribuem doces para parentes e amigos.

Alguns jejuam, outros festejam, mas todos se reúnem durante esse período para celebrar o nascimento do Senhor Rama e o triunfo do bem sobre o mal.


Leia Também:

Livros de Astrologia Védica para Iniciantes: 10 livros para Começar

Os 5 Melhores Softwares de Astrologia Védica: Guia para Iniciantes

5 Apps de Astrologia Védica que Não Podem Faltar no Seu Celular

Homa: Cerimônia de Fogo para receber as bênçãos dos 9 Planetas

Apostila de Astrologia Védica


Quando é o Navratri?

Este ano, o Navratri acontecerá de 15 de Outubro a 23 de Outubro de 2023, e o décimo dia é celebrado com a festa de Dussehra e Vijayadashami. Embora existam quatro Navratris sazonais, é o festival de outono pós as chuvas da monção chamado Sharad Navratri que é celebrado com mais entusiasmo. O Sharad Navratri é comemorado no mês do calendário hindu de Ashvin, que normalmente ocorre nos meses de Setembro e Outubro.

Por que o Navratri é celebrado?

O Navratri é celebrado por diferentes motivos e de maneiras diversas em toda a Índia. Embora o motivo central por trás do festival permaneça o mesmo, ou seja, a vitória do bem sobre o mal, as histórias que o envolvem variam.

Nos estados do leste e nordeste da Índia, a celebração é chamada de Durga Puja. Acredita-se que a Deusa Durga lutou contra o demônio Mahishasura e emergiu vitoriosa, sendo assim, o dia foi marcado para honrar a Deusa. A ocasião do Durga Puja é comemorada com milhares de estruturas temporárias chamadas pandais.

Os nove dias do Navratri têm diferentes significados e qualidades. Os primeiros três dias representam Maa Parvati, simbolizando características intensas (rajas). Os três dias seguintes incorporam a Deusa Lakshmi, representando características moderadas (Tama), e os últimos três dias indicam a Deusa Saraswathi, definindo características tranquilas (Satwa). Esses três atributos abrangem uma ampla gama de tópicos.

Navratri significa nove dias dedicados ao processo de purificação e desintoxicação da mente, do corpo e da alma. Esses nove dias também representam a jornada simbólica do Mooladhara aos chakras Sahasrara presentes no corpo.

As nove formas de Shakti nos fazem perceber o quão importante é, para esta vida passageira, controlar nossos desejos, abandonar o ego, ter pureza e clareza nos pensamentos, experimentar a plenitude e a perfeição, alcançar concentração e esvaziamento da mente, atingir um estado de completa entrega, alcançar conhecimento e desapego, o estado de meditação, e aprender a compreensão final do Brahma.

Um total de nove avatares da deusa são exibidos e no 10º dia (Vijayadashami), uma procissão carregando uma imagem da deusa é imersa na água. No caso do festival de Dussehra, as efígies (de Ravana e seus irmãos) são queimadas, simbolizando a vitória do bem sobre o mal.

Astrologo Vedico Navratri a noite de Devi Durga 1 1
As 9 noites de Navratri: A Vitória da Luz 4

As Nove Formas da Deusa Durga

Em uma ocasião, após o casamento de Sati com o Senhor Shiva, o rei Daksha organizou um grande Yajna no qual não convidou sua filha e genro. Quando Sati soube disso, ficou chocada. Ela compareceu à cerimônia sem ser convidada, apenas para ser humilhada por seu pai. Quando Daksha fez declarações desdenhosas sobre o Senhor Shiva, Sati não suportou mais e se jogou na fogueira de oferendas, queimando-se nas chamas de sua raiva. O Senhor Shiva perdeu o controle, e uma ampla destruição se seguiu. Ele nunca se conformou com a morte de sua amada esposa.

Maa Durga, a próxima encarnação de Sati, nasceu novamente para se casar com Shiva. Suas nove formas, ou Navadurga, são adoradas no festival de Navratri. Cada forma dela está associada a um planeta específico. Isso pode ajudar a apaziguar os nove planetas especialmente aqueles que estão fracos em signos de inimigos ou outras formas de aflição.

No seu âmago, o Navratri é um festival dedicado à adoração da energia feminina na forma de várias deusas. É um momento em que as pessoas buscam sabedoria, riqueza e poder, enquanto espalham amor e positividade ao redor. A Deusa Durga é sempre representada montada em um leão, simbolizando muito mais do que a vitória sobre os instintos e a natureza selvagem. Do ponto de vista astrológico, ela é capaz de domar a energia de Rahu Maharaja. Muitos dos remédios para controlar os aspectos negativos de Rahu envolvem a adoração da Deusa Durga.

Um dos aspectos fascinantes do Navratri é a adoração da Deusa Durga em suas nove diferentes formas, cada uma representando atributos e qualidades únicas que estão também associadas aos 9 planetas. Essas formas são:

  1. No primeiro dia, Devi Shailputri pacifica o Sol.
  2. No segundo dia, Devi Brahmacharini pacifica Saturno.
  3. No terceiro dia, Devi Chandraghanta pacifica a Lua.
  4. No quarto dia, Devi Kushmanda pacifica Júpiter.
  5. No quinto dia, Devi Skandamata pacifica Marte.
  6. No sexto dia, Devi Katyayani pacifica Vênus.
  7. No sétimo dia, Devi Kalratri pacifica Rahu.
  8. No oitavo dia, Devi Maha Gauri pacifica Mercúrio.
  9. No nono dia, Devi Siddhi Datri pacifica Ketu.
Astrologo Vedico Navratri a noite de Devi Durga 2 1 1
As 9 noites de Navratri: A Vitória da Luz 5

Devi Shailputri – A Filha da Montanha (Sol)

Devi Shailputri é adorada na primeira noite dos nove dias do Navratri. A Deusa Parvati era conhecida como Shailputri quando nasceu como filha do Senhor Himalaya. Shailputri, a filha da montanha, é referida como Shail em sânscrito. No primeiro dia da celebração, os devotos prestam homenagens a ela. Ela é reverenciada como a fonte de riqueza e também é vista como a mãe natureza por seus seguidores, que oram por sua iluminação espiritual.

Devi Brahmacharini – A Mãe da Devoção e Penitencia (Saturno)

Saturno está associado a Devi Brahmacharini. Brahmacharini é uma forma de Parvati que decidiu fazer tapasya (meditação em torno da austeridade) para Shiva, mesmo quando seus pais a desencorajaram a seguir esse caminho. Brahmacharini também está relacionada à paciência para alcançar metas desejadas. Shiva não estava pronto, mas Devi Parvati decidiu casar-se apenas com ele. Portanto, Saturno representa essa consistência e firmeza. Recitar o mantra de Devi Brahmacharini reduzirá o impacto de Saturno em signos difíceis e seus efeitos negativos durante o Navratri. Se você está enfrentando resistência contínua das pessoas ou no trabalho, adorar Devi Brahmacharini trará benefícios.

Devi Chandraghanta – A Destruidora de Demônios (Lua)

A Lua está associada a Devi Chandraghanta. Chandraghanta é representada como meia lua e simboliza uma decisão firme de avançar com bravura na guerra. A Lua representa nosso pensamento, e uma Lua fraca não consegue tomar decisões firmes. Portanto, adorar Devi Chandraghanta ou recitar o mantra da Lua fortalecerá seus pensamentos.

Devi Kushmanda – A Deusa do Ovo Cósmico (Júpiter)

Júpiter está associado a Devi Kushmanda. “Ku” significa pequeno, “Ushma” significa energia e “anda” significa ovo cósmico. Devi Kushmanda simboliza a riqueza e a luz. Quando o universo estava completamente escuro, Devi Kushmanda apareceu de repente e removeu a escuridão. Da mesma forma, Júpiter é considerado o Deva Guru, onde “Gu” representa a escuridão da ignorância e “Ru” representa a luz divina do conhecimento. Recitar o mantra de Devi Kushmanda reduzirá o efeito negativo de Júpiter em posições ruins e trará prosperidade.

Devi Skandamata – A Deusa da Maternidade e Crianças (Marte)

A energia de Marte está associado a Skandamata. Skanda significa guerreiro e é o nome do Senhor Kartikeya, o líder do exército dos Devas. Recitar o mantra de Devi Skandamata pode reduzir seus efeitos negativos de Marte em um lugar inauspicioso no mapa astral. Acredita-se que a força de Marte aumenta ao adorar ou recitar preces à Devi Skandamata. Ela também é considerada a deusa do fogo, e realizar um Homa (ritual de fogo sagrado) neste dia será benéfico para a pessoa.

Devi Katyayani – A Deusa do Poder (Vênus)

Devi Katyayani representa a combinação de poder e conhecimento para gerar energia. Exatamente como Vênus, o guru dos Asuras, que combina forças opostas e é reconhecido do por sua sabedoria. Adorar ou recitar o mantra de Katyayani e oferecer flores reduzirá o efeito negativo de Vênus. Outro remédio muito recomendado é Doar comida para meninas com menos de 8 anos neste dia, acredita-se que essa forma de caridade tem o poder de atrair prosperidade. Para o ascendente Peixes e Sagitário, adorar a Devi Katyayani é muito benéfico.

Devi Kalaratri – A Deusa Auspiciosa da Coragem (Rahu)

Devi Kalaratri é considerada também como Mahamaya, uma associação clara com o poder de Rahu para criar ilusões na vida. Recitar o Lalita Sahasranama stotram,o mantra ou oferecer flores para Devi Kalaratri reduz o efeito negativo de Rahu ou sua falta de dignidade. Acredita-se que Rahu está associado à confusão mental, e adorar Devi Kalaratri tem o poder de diminuir o estresse.

Devi Maha Gauri – A Deusa da Beleza e das Mulheres (Mercúrio)

Devi Maha Gauri é uma das formas brilhantes ou geniais da Deusa. Assim como Mercúrio, Maha Gauri é considerada a Shakti da comunicação. Recitar o mantra ou oferecer flores a Devi Maha Gauri é um ótimo remédio quando Mercúrio está posicionado na 12ª casa do seu mapa astral ou sofre com falta de dignidade. Se pensamentos negativos o afligem ou se você sofre de alergias na pele, adorar Devi Maha Gauri é muito eficaz.

Devi Siddhi Datri – A Deusa dos Poderes Sobrenaturais (Ketu)

Devi Siddhi Datri, “Sidhi” significa Poder Sobrenatural e “Datri” significa concedido. A colocação de Ketu na 12ª casa é um indicador encontrado no mapa astral de de monges e líderes espirituais. Ketu é considerado o planeta ligado ao poder sobrenatural, onde a pessoa atinge níveis elevados sem necessariamente seguir uma lógica convencional. Recitar o mantra e oferecer flores a Siddhi Datri neste dia é uma boa maneira de remediar Ketu.

Astrologo Vedico Navratri a noite de Devi Durga 3 1 1
As 9 noites de Navratri: A Vitória da Luz 6

Como Identificar a Forma de Durga segundo o seu Mapa Natal

Todas as Deidades são reconhecidas por estender a sua misericórdia para aqueles que tem fé. Muitas vezes elas ajudam a superar dificuldades e desafios dando apoio em momentos sombrios. Deidades podem ser procuradas por qualquer um, no entanto, existem aquelas que temos uma maior afinidades e que mantemos a devoção ao longo de diversas vidas. O estudo dessa relação é muito comum em vertentes mais esotéricas da Astrologia Védica. E pode envolver o estudo do posicionamento de planetas em no mapa astral, nos mapas divisionais e até mesmo no estudo de letras no nome de uma pessoa.

Como já falei brevemente acima, a Deusa pode ser invocada para ajudar em temas ou áreas da nossa vida em que os planetas tem pouca afinidade e que indicam “escuridão”. Mas além disso podemos encontrar a forma de Durga de uma forma bem simples apenas olhando o posicionamento da Lua nos padas de um Nakshatra.

Cada Nakshatra é dividido em 4 partes chamadas Padas. Assim como existem 9 principais manifestações da Deusa Durga, cada Signo é a combinação de 9 dessas partes. Isso significa que um Signo é composto por dois Nakshatras completos e uma fração de um terceiro. Podemos vincular cada Pada a uma forma específica de Durga, conforme mostrado na tabela abaixo. Para descobrir qual forma de Durga temos maior afinidade, basta determinar a posição da Lua, seu Nakshatra e o Pada correspondente.

Ashwini (1o Pada)Shailaputri
Ashwini (2o Pada)Brahmacharini
Ashwini (3o Pada)Chandraghanta
Ashwini (4o Pada)Kushmanda
Bharani (1o Pada)Skandamata
Bharani (2o Pada)Katyayani
Bharani 3o Pada)Kalaratri
Bharani (4o Pada)Mahagauri
Krittika (1o Pada)Siddhidatri
Krittika (2o Pada)Shailaputri
Krittika 3o Pada)Brahmacharini
Krittika (4o Pada)Chandraghanta
Rohini (1o Pada)Kushmanda
Rohini (2o Pada)Skandamata
Rohini (3o Pada)Katyayani
Rohini (4o Pada)Kalaratri
Mrigashirsha (1o Pada)Mahagauri
Mrigashirsha (2o Pada)Siddhidatri
Mrigashirsha (3o Pada)Shailaputri
Mrigashirsha (4o Pada)Brahmacharini
Ardra (1o Pada)Chandraghanta
Ardra (2o Pada)Kushmanda
Ardra (3o Pada)Skandamata
Ardra (4o Pada)Katyayani
Punarvasu (1o Pada)Kalaratri
Punarvasu (2o Pada)Mahagauri
Punarvasu (3o Pada)Siddhidatri
Punarvasu (4o Pada)Shailaputri
Pushya (1o Pada)Brahmacharini
Pushya (2o Pada)Chandraghanta
Pushya (3o Pada)Kushmanda
Pushya (4o Pada)Skandamata
Ashlesha (1o Pada)Katyayani
Ashlesha (2o Pada)Kalaratri
Ashlesha (3o Pada)Mahagauri
Ashlesha (4o Pada)Siddhidatri
Magha (1o Pada)Shailaputri
Magha (2o Pada)Brahmacharini
Magha (3o Pada)Chandraghanta
Magha (4o Pada)Kushmanda
Purva Phalguni (1o Pada)Skandamata
Purva Phalguni (2o Pada)Katyayani
Purva Phalguni (3o Pada)Kalaratri
Purva Phalguni (4o Pada)Mahagauri
Uttara Phalguni (1o Pada)Siddhidatri
Uttara Phalguni (2o Pada)Shailaputri
Uttara Phalguni (3o Pada)Brahmacharini
Uttara Phalguni (4o Pada)Chandraghanta
Hasta (1o Pada)Kushmanda
Hasta (2o Pada)Skandamata
Hasta (3o Pada)Katyayani
Hasta (4o Pada)Kalaratri
Chitra (1o Pada)Mahagauri
Chitra (2o Pada)Siddhidatri
Chitra (3o Pada)Shailaputri
Chitra (4o Pada)Brahmacharini
Swati (1o Pada)Chandraghanta
Swati (2o Pada)Kushmanda
Swati (3o Pada)Skandamata
Swati (4o Pada)Katyayani
Vishakha (1o Pada)Kalaratri
Vishakha (2o Pada)Mahagauri
Vishakha (3o Pada)Siddhidatri
Vishakha (4o Pada)Shailaputri
Anuradha (1o Pada)Brahmacharini
Anuradha (2o Pada)Chandraghanta
Anuradha (3o Pada)Kushmanda
Anuradha (4o Pada)Skandamata
Jyeshtha (1o Pada)Katyayani
Jyeshtha (2o Pada)Kalaratri
Jyeshtha (3o Pada)Mahagauri
Jyeshtha (4o Pada)Siddhidatri
Mula (1o Pada)Shailaputri
Mula (2o Pada)Brahmacharini
Mula (3o Pada)Chandraghanta
Mula (4o Pada)Kushmanda
Purva Ashadha (1o Pada)Skandamata
Purva Ashadha (2o Pada)Katyayani
Purva Ashadha (3o Pada)Kalaratri
Purva Ashadha (4o Pada)Mahagauri
Uttara Ashadha (1o Pada)Siddhidatri
Uttara Ashadha (2o Pada)Shailaputri
Uttara Ashadha (3o Pada)Brahmacharini
Uttara Ashadha (4o Pada)Chandraghanta
Shravana (1o Pada)Kushmanda
Shravana (2o Pada)Skandamata
Shravana (3o Pada)Katyayani
Shravana (4o Pada)Kalaratri
Dhanishta (1o Pada)Mahagauri
Dhanishta (2o Pada)Siddhidatri
Dhanishta (3o Pada)Shailaputri
Dhanishta (4o Pada)Brahmacharini
Shatabhisha (1o Pada)Chandraghanta
Shatabhisha (2o Pada)Kushmanda
Shatabhisha (3o Pada)Skandamata
Shatabhisha (4o Pada)Katyayani
Purva Bhadrapada (1o Pada)Kalaratri
Purva Bhadrapada (2o Pada)Mahagauri
Purva Bhadrapada (3o Pada)Siddhidatri
Purva Bhadrapada (4o Pada)Shailaputri
Uttara Bhadrapada (1o Pada)Brahmacharini
Uttara Bhadrapada (2o Pada)Chandraghanta
Uttara Bhadrapada (3o Pada)Kushmanda
Uttara Bhadrapada (4o Pada)Skandamata
Revati (1o Pada)Katyayani
Revati (2o Pada)Kalaratri
Revati (3o Pada)Mahagauri
Revati (4o Pada)Siddhidatri

Rituais e Cerimonias

Devotos de toda a Índia participam na adoração devocional da Deusa Durga durante o Navratri. Não é apenas uma celebração, mas um período de devoção profunda. As pessoas fazem jejuns, vestem roupas novas e decoram as imagens com joias para receber Maa Durga. Os fiéis acreditam que, ao fazer isso, seus desejos serão atendidos.

Ler Mahisasur Mardini Stotram todas as noites durante o Navratri pode ajudá-lo a superar seus inimigos. Se estiver enfrentando problemas devido a magia negra ou energia negativa, leia diariamente. Tente manter uma dieta vegetariana e evite álcool durante a leitura deste stotram.

Os Mantras das Deusas têm o poder de transformar a vida dos verdadeiros devotos. Acredita-se que existem Mantras específicos para propósitos específicos. O Navratri é o melhor momento para recitá-los e receber as bênçãos de Maa Durga. Aqui estão alguns exemplos de rituais ensinados na Índia:

  1. Acredita-se que qualquer remédio, ritual ou mantra recitado durante o Navratri, certamente dará resultados. Portanto, ao adorar a Deusa no Navratri, o Mantra “Om Jayanti Mangala Kali Bhadrakali Kapalini, Durga Kshama Shiva Dhatri Swaha Namostute” deve ser recitado primeiro.
  2. Para a conquista de todos os desejos e a remoção de obstáculos no caminho do sucesso, deve-se recitar pelo menos um japa mala (108 vezes) do Mantra “Om Shri Durga Devyai Namah” todas as manhãs durante o Navratri.
  3. Para atrair dinheiro ou se livrar de dívidas, recite o Shri Sukta 16 vezes ou 160 vezes diariamente.
  4. Os estudantes devem recitar diariamente o Saraswati Stotra ou o beeja mantra “AIM”, conforme descrito em Devi Bhagwat, tantas vezes quanto possível.

Conclusões

O Navratri, as nove noites da Deusa, celebração e vitória, ocupa um lugar especial nos corações de milhões de pessoas em toda a Índia. É um momento em que se comemora o triunfo do bem sobre o mal e se busca as bênçãos da Deusa Durga em suas diversas formas. Aproveite este momento para equilibrar os pontos desafiadores do seu mapa. Portanto, seja jejuando, simplesmente desfrutando da atmosfera festiva, o Navratri é um momento para espalhar amor, positividade e alegria.

Picture of Pedro Cabral

Pedro Cabral

Graduação acadêmica em Comunicação e mais de 15 anos de dedicação à Astrologia Védica. Tudo teve início quando tive o privilégio de conhecer um ourives vaishnava, cuja inspiração me guiou. Ao longo do tempo, fui aluno de mestres indianos, lapidando com cuidado minhas habilidades. Sempre movido em enriquecer e contribuir ativamente para o florescimento da comunidade astrológica e dos amantes desta arte.

Contribua com a divulgação da Astrologia Védica!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca Tempo

Aprenda com os melhores. Se matricule em nossos cursos

Últimos Artigos

Não perca Tempo

Baixe a Apostila sobre os Primeiros Passos da Astrologia Védica inteiramente Grátis