Digbala – Astrocartografia Védica: GPS dos Astros ou Mapa Astral no Google Earth?

digbala-astrocartografia

Introdução ao Digbala


Como astrólogo védico, você tambêm já deve ter parado para pensar sobre o que é preciso levar em consideração quando começamos a estudar um mapa astral e um território? O que devemos responder a um cliente ao ser perguntado se ele deve realmente pedir aquela transferência ou se mudar? O termo astrocartografia pode ser para muitos um conceito novo, mas na Índia, o estudo das direções é uma coisa que já vem sendo feita a séculos. A seguir veremos como os astrólogos escolhem a melhor direção ou as direções de sucesso na astrologia.

Digbala, ou força direcional do planeta, vem da palavra “dis” (दिश्) em sânscrito, que significa indicar, mostrar ou direcionar. A palavra também pode significar um certo espaço, direção ou quadra. Todos os planetas têm poder em certas quadras e, quando estão posicionados nessa posição, o Devata indicado pelo planeta se manifestará e nos abençoará, apontando-nos para a direção e situações corretas.

Os planetas em Kendras têm o maior poder para sustentar e impactar, por isso, apenas a posição Kendra pode manifestar as energias por trás da força direcional do Digbala. O planeta que representa o Akash Tattva, Júpiter, e o planeta de prithvī tattva, Mercúrio, crescem em força direcional no lagna, a manifestação da materia. Esses dois planetas ajudam a obter sabedoria e são mais fortes ao nascer do sol, quando o sattva está no auge.

digbala
Digbala - Astrocartografia Védica: GPS dos Astros ou Mapa Astral no Google Earth? 3

Os planetas de tattva Agni, Sol e Marte, ganham força na 10a casa, quando o Sol está mais forte ao meio-dia, e são bons para liderar e na governança. O planeta de tattva Vāyū, Saturno, tem força máxima na 7a casa, no momento do pôr do sol, quando as sombras estão mais longas. O planeta de tattva Jala, Lua e Vênus, estão em digbala na 4a casa, à meia-noite, quando a luz da lua está mais forte. Ketu é como Marte e obtém digbala na 10a casa, enquanto Rahu é como Saturno e é mais forte na 7a casa.

A astrologia védica nos oferece uma compreensão mais profunda dessas energias cósmicas e como elas afetam nossas vidas. Ao conhecermos a digbala dos planetas e os devatas associados a eles, podemos aproveitar suas bênçãos e direcionar nossas vidas de acordo com suas influências. É importante lembrar que a digbala é apenas um fator a ser considerado, juntamente com outras análises astrológicas, para tomar decisões importantes e moldar nosso caminho na vida.

Ao nos sintonizarmos com as energias cósmicas e usarmos sabiamente as informações fornecidas pela astrologia védica, podemos buscar crescimento pessoal, sucesso e cumprimento de nosso propósito de vida. Que possamos nos conectar com os devatas e seguir na direção correta, aproveitando ao máximo nosso potencial e encontrando a felicidade e a realização.

As direções e os Devatas que as protegem


Os planetas em digbala mostram direções kármicas naturais para seguirmos. Os devatas do daśamśa varga (o mapa harmônico D10 usado para carreira e profissão) são os devatas usados no digbala. Esses semi-deuses podem ser propiciados com os mantras apropriados. Outra maneira de entender e usar de forma prática esta no entendimento que os planetas em digbala mostram a área em que alguém tem maior probabilidade de se destacar, sendo principalmente úteis para escolher o caminho da carreira e moldar a vida profissional.

Quando um planeta está em digbala, somos agraciados com o conhecimento relacionado a esse planeta. Por outro lado, se houver um planeta com zero digbala ou uma pontuação muito baixa, diz-se que o devata está adormecido, e não devemos provocar a ira do devata nem seguindo nessa direção ou se envolvendo nessa atividade. Quando o devata está irritado, a arma que ele empunha se manifesta na vida.

Digbala: As direções dos 10 Devas


Existem 10 devatas e estes se encontram nas 10 direções – 4 direções cardinais, 4 direções intercardinais, a direção ascendente do zênite e a direção descendente do nadir. Para escolher as direções físicas, deve-se observar a força de digbala a partir do āruḍha lagna.

PlanetaDevataDireçãoMontariaArmaCompanheira
SolIndraLesteAirāvata/Elefante BrancoVajra (Raio)Śaci
LuaMarutā/ VāyuNoroesteMṛga (Veado)Aṅkuśa (Gancho, Aguilhão)Bhāratī
MarteYamāSulMahiṣa (Bufalo)Daṇḍa (Bastão)Yamī
MercurioKuberaNorteNara (Humano)Gadā (Maça)Kuberajayā/ bhadrā
JupiterīśanaNordesteṛṣabha ( Touro)Triśūla (Tridente)Maheśvarī
VenusAgniSudesteMeśa (Cabra)śakti (Lança)Svāha/Svadha
SaturnoVaruṇaOesteMakaraPaśa (Laço)Vāruṇi
RahuRakṣasa/NirṛtiSudoesteāśva (Cavalo)Khaḍga (Espada)Khaḍgī
KetuAnantāPara baixoVultureSudarśanaChakra (Disco)Citrā
LagnaBrahmaPara cimaHamsa (Cisne)Padma (Lotus)Sarasvati

A astrologia védica nos fornece uma compreensão mais profunda dos direcionamentos cósmicos e das energias que influenciam nossa vida. Ao compreendermos os conceitos de digbala e os devatas associados a cada direção, podemos aproveitar melhor as oportunidades e evitar problemas desnecessários. Ao seguir as orientações cósmicas e respeitar os poderes dos devatas, podemos alinhar nossa jornada profissional com nossos talentos e potenciais, buscando sucesso e satisfação.

Como astrólogo védico, é importante lembrar que a astrologia védica é uma ferramenta de orientação e autoconhecimento, mas não deve ser usada como um determinante absoluto de nossas escolhas. Cada pessoa é responsável por seu próprio destino e tem a capacidade de moldar sua vida de acordo com suas decisões e esforços. Que possamos utilizar a sabedoria da astrologia védica de maneira construtiva, buscando crescimento pessoal e realização em todas as áreas de nossas vidas.

Yama, o senhor da direção sul
Yama montado em seu Bufalo

Inércia dos Signos no Digbala


Como o digbala se baseia nos tattvas, e os planetas em seu próprio signo em digbala são muito fortes. Eles também são mais fortes se estiverem em exaltação ou em yogas poderosos que aumentem os tattvas, como os Pancha Mahāpurusha Yoga. Planetas que recebem digbala na 1ª casa – Júpiter e Mercúrio – são mais frutíferos se estiverem em signos humanos como Gêmeos, Virgem, Libra e Aquário. Planetas de tattva Jala são mais fortes nos signos de Câncer, Escorpião e Peixes.

Planetas de tattva Vāyu são mais fortes nos signos insetos de Câncer e Escorpião. Planetas de tattva agni são melhores nos signos animais como Áries, Touro, Leão e Sagitário. O Sol também é forte nos signos Capricórnio e Peixes. Também devemos verificar a hora do planeta em digbala, se ele é forte durante o dia ou durante a noite, visto que isso indica um excesso de energia no planeta e portanto soma mais um fator a força direcional.

Ao determinar a direção da vida profissional, também devemos observar os planetas nas duas casas adjacentes àquela em que o planeta recebe digbala. Se Júpiter recebe digbala na primeira casa, ele também terá pontos altos se estiver colocado na segunda ou na décima segunda casa. Devemos também observar a colocação e a força direcional do dispositor do signo em que o planeta está posicionado antes de fazer uma avaliação completa. Um dispositor bem colocado em força direcional pode mitigar os efeitos de uma baixa força direcional de um planeta.

Ao considerar a força direcional dos planetas e sua relação com os tattvas e os signos, podemos obter insights valiosos sobre nossos caminhos profissionais e tomar decisões informadas. É importante lembrar que a astrologia é uma ferramenta de orientação e autoconhecimento, e que cada pessoa tem a liberdade de escolher seu próprio destino e buscar seu próprio crescimento.

Sabendo disso, ao escolher direções na vida profissional, por exemplo, se o Sol estiver em digbala, a pessoa estaria interessada em liderança ou política. Se o Sol estiver em digbala a partir do āruḍha lagna, podemos dizer que a direção leste será favorável. A tabela a seguir apresenta as indicações dos planetas e as profissões que se pode escolher.

Lista de Profissões e Talentos de Acordo com Bênçãos do Digbala


PlanetasLista de profissões
SolPolítico, Ministro de Estado, Governo, Músico, Instrumentista, Ourives, Comércio de Metais Preciosos, Chefe de uma empresa
LuaBurocratas, Serviço Público, Instituições de Caridade, Hotelaria, Alimentação, Culinária, Gemas, Psicólogos, Terapeutas e Médicos, Donas de Casa, Cuidado Infantil
MarteForças de Segurança, Forças Armadas, Cirurgião, Engenheiros, Mecânicos, Vendedores de armas, Estrategistas, Cozinheiros, Cabeleireiros, Artes Marciais, Instrutores de Academia
MercúrioNegócios e Comércio, Idiomas, Escritores, Editores, Contadores, Advogados, Jornalistas, Analistas de Mkt, Profissionais de TI, Dança, Yoga, Jardinagem, Escultor, Carpinteiro, Comediantes
JúpiterFilósofos, Professores, Acadêmicos, Consultores, Juízes, Sacerdotes, Astrólogos, Bancários, Banqueiros, Autores
VênusPoetas, Gerentes, Vendas e Marketing, Palestrantes Públicos, Fotógrafos, Cinematografia, Designers, Esteticistas, Químicos, Aromaterapeutas, Floristas, Design de Moda e Decoração de Interiores, Negócios de Vestuário, Costura e Bordado, Entretenimento e Pintura, Ações
SaturnoMineração, Álcool e Jogos de Azar, Cassinos, Casas de Repouso, Trabalhadores, Sapateiros, Vendedores Ambulantes, Construtores, Encanadores e Coletadores de Lixo, Lavanderias, Entregadores, Massagistas
RahuComércio Exterior, Pesquisadores, Estatísticos, Atuários, Diplomatas, Espiões, Crime e Drogas, Máfia, Extorsão, Máquinas Grandes e Mineração
KetuRelojoeiros, Trabalho com pinças ou pequenos objetos, Trabalhadores em Linhas de Montagem (peças pequenas), Pilotos, Prevenção de Perdas, Espionagem, Comércio Exterior, Ladrões, Espiritualistas, Dogwalkers

Essas indicações fornecem uma visão geral das profissões associadas a cada planeta, com base em sua posição em digbala. No entanto, é importante lembrar que essas são apenas diretrizes gerais e que outros fatores, como as diversas técnicas ensinadas no nosso curso, também devem ser considerados ao escolher uma carreira.

Calma! Esses jargões são muito complicados? Respira fundo e dá uma olhada no nosso curso de fundamentos da astrologia. Ainda temos vagas para o próximo grupo! Se tiver interesse em só verificar como tudo isso se aplica ao seu mapa, agende uma consulta comigo sobre Sorte e Fortuna.

FAQ


O que é Digbala na astrologia védica?

Digbala é a força direcional dos planetas em um mapa astral. Essa força está relacionada às direções da vida e das energias cósmicas que influenciam nossas escolhas e destinos.

Como os planetas em um mapa astral afetam as direções de vida?

Os planetas em certas casas e signos indicam as direções ou áreas da vida em que uma pessoa tem maior probabilidade de se destacar e ter sucesso. Isso ajuda na escolha de carreiras e na tomada de decisões importantes.

Qual é a importância de Kendras na análise de Digbala?

Os planetas em Kendras (casas angulares) têm o maior poder para influenciar e sustentar. Portanto, apenas a posição Kendra pode manifestar as energias por trás da força direcional do Digbala.

Quais são os planetas associados aos elementos da natureza (Tattvas) e suas direções de força?

Júpiter e Mercúrio. Planetas relacionados ao Akash Tattva (éter) e prithvī tattva (terra) são mais fortes no lagna (ascendente) e no nascer do sol.
Sol, Marte e Ketu. Planetas relacionados ao Agni Tattva (fogo) são mais fortes na 10ª casa, ao meio-dia.
Saturno e Rahu. Planetas relacionados ao Vāyū Tattva (ar) são mais fortes na 7ª casa, ao pôr do sol.
Lua e Vênus. Planetas relacionados ao Jala Tattva (água) são mais fortes na 4ª casa, à meia-noite.

Como podemos usar a informação sobre Digbala na astrologia védica?

A informação sobre Digbala nos ajuda a tomar decisões informadas sobre carreiras e direções de vida. Também nos permite entender nossas forças e fraquezas naturais e aproveitar ao máximo nosso potencial.

O que são Devatas e como estão relacionados ao Digbala?

Devatas são semi-deuses associados a direções e áreas da vida. Eles podem ser propiciados com mantras apropriados. Os Devatas do Daśamśa Varga (mapa harmônico D10) são usados no Digbala para indicar as áreas de destaque na carreira.

Como podemos determinar a direção da vida profissional com base no Digbala?

Observando os planetas nas casas adjacentes àquela em que o planeta recebe Digbala e considerando a força do dispositor do signo em que o planeta está posicionado, podemos determinar a direção da vida profissional.

Picture of Pedro Cabral

Pedro Cabral

Graduação acadêmica em Comunicação e mais de 15 anos de dedicação à Astrologia Védica. Tudo teve início quando tive o privilégio de conhecer um ourives vaishnava, cuja inspiração me guiou. Ao longo do tempo, fui aluno de mestres indianos, lapidando com cuidado minhas habilidades. Sempre movido em enriquecer e contribuir ativamente para o florescimento da comunidade astrológica e dos amantes desta arte.

Contribua com a divulgação da Astrologia Védica!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca Tempo

Aprenda com os melhores. Se matricule em nossos cursos

Últimos Artigos

Não perca Tempo

Baixe a Apostila sobre os Primeiros Passos da Astrologia Védica inteiramente Grátis