3 Fatos sobre a “Parte da Fortuna” que Você Desconhece

Parte da Fortuna

Introdução


As Partes Astrológicas são uma técnica muito antiga que podem ser rastreada até fontes pré-helenísticas. Suas origens são obscuras, talvez sejam babilônicas, egípcias, persas ou até mesmo indianas. Dorotheus de Sidon, no primeiro século d.C, as tornou populares.

Pela sua obscuridade talvez esta técnica tenha sido introduzida e incorporada na astrologia védica pela influência de astrólogos vindos do império Aquemênida ou até mesmo do Império Parto que fazia fronteira com alguns reinos indianos.

Na astrologia védica temos um termo para o mesmo ponto, na Índia ele é chamado de Punya Saham. Ele é usado no calculo do mapa anual de uma corrente de astrologia chamada Tajika. Sabendo disso vamos ver a história deste ponto e como ele pode ser usado para identificar a fortuna e outros fins práticos.

A Antiguidade e a Parte da Fortuna


“A Parte da Fortuna é a mais importante entre as partes astrológicas, sendo aquela que é mais frequentemente utilizada.”

Paulus Alexandrinus

Como vocês já sabem, um dos meu focos é a história da Astrologia. De nada adianta seguirmos em uma direção sem saber de onde viemos. Portando, vamos falar sobre a história que conhecemos das Partes Astrológicas. Precisamos recuar no tempo até os primórdios da astrologia Grega. Uma das melhores fontes de informação sobre as partes é a “Introdução à Astrologia” do astrólogo do século IV, Paulus Alexandrinus. Paulus utilizava cerca de uma dúzia de partes principais em sua análise, sendo as mais importantes o Parte da Fortuna (ou Parte da Fortuna) e seu complemento, o Parte do Espírito.

Paulus Alexandrinus foi um astrólogo que viveu no final do Império Romano e escreveu a obra “Eisagogika” ou “Introdução à Astrologia” em 378 d.C. Nessa obra, ele explora temas fundamentais da astrologia praticada no Império Romano do século IV, proporcionando uma visão do desenvolvimento das técnicas astrológicas e das atitudes contemporâneas em relação à astrologia. Isso ocorreu em um período que abrangeu o tumultuado declínio do Império Romano e os desafios do ainda mais instável Império Bizantino.

A obra foi preservada em um comentário que, juntamente com a introdução de Paulus, oferece uma visão abrangente da astrologia durante esse período. Na mesma época em que Paulus estava ativo, um autor anônimo produziu um tratado sobre as estrelas fixas em 379 d.C., o que representa o nosso melhor registro sobre como os astrólogos do período romano posterior a Ptolomeu lidavam com as estrelas fixas.

A Era das Traduções Árabes


Após a queda do Império Romano, todo o legado clássico, incluindo a astrologia, foi protegido pelos árabes abássidas e persas. Os astrólogos árabes traduziram diversos tratados do grego e a partir disso impulsionaram a sua própria leva de importantes astrólogos que por sua vez escreveram novos clássicos astrológicos em árabe.

Não está claro se o número de partes começou a proliferar no final da Antiguidade ou se foi puramente produto do fascínio que os árabes tinham por elas, mas os manuscritos árabes mostram uma explosão no número de partes usadas ao longo dos próximos séculos.

O aumento desproporcional é observado pelos próprios comentaristas árabes. No “Resumo da Introdução à Astrologia”, o astrólogo persa Abu Ma’shar al-Balkhi (787-886) descreveu nada menos que 55 partes, embora esteja claro que estas são apenas as que ele considera significativas e isso nem mesmo incluía todas as partes de Paulus.

Abu Ma’shar al-Balkhi e a Parte da Fortuna


“A Parte da Fortuna é um ponto que é calculado a partir das posições do Sol, da Lua e do Ascendente no momento do nascimento. Diz-se que ela representa a sorte, a felicidade e a prosperidade do nativo. A Parte da Fortuna é frequentemente considerada um dos pontos mais importantes no mapa astrológico e pode ser usada para prever o bem-estar geral da pessoa, seu potencial para o sucesso e seu propósito de vida.”

Abu Ma’shar al-Balkhi

Abu Ma’shar al-Balkhi foi um astrólogo muçulmano persa do início que foi considerado o maior astrólogo da corte abássida em Bagdá. Ele nasceu em 10 de agosto de 787 em Balkh, uma cidade antiga no território do que é hoje o Afeganistão. As obras de Abu Ma’shar foram uma parte significativa da monumental obra de Guido Bonatti, o Liber Astronomiae.

As obras de Abu Ma’shar foram essenciais para a preservação das antigas imagens decânicas, que iremos falar aqui em algum momento, que provavelmente foram adquiridas dos indianos.

O Renascimento na Europa


A partir do século X, muitos manuscritos árabes foram traduzidos para o latim, tornando-se o meio pelo qual a astrologia clássica encontrou seu caminho de volta para a Europa. Os astrólogos medievais, mais notavelmente o italiano do século XIII, Guido Bonatti, contemporâneo de Dante, assumiram que foram os árabes que originaram o conceito das partes, e por isso elas eventualmente passaram a ser chamadas de “partes árabes”.

Esses astrólogos passaram a receber patrocínio das poderosas casas mercantes das cidades-estado italianas. Muitos dos clássicos da astrologia dessa época foram retratados em magníficos afrescos em palácios. Reza lenda que casas como os Sforza utilizavam a astrologia, especialmente as partes da fortuna, para reduzir os riscos de seus investimentos. Eles escolhiam cuidadosamente o momento ideal para lançar suas empreitadas marítimas após minuciosos estudos astrológicos.

Como Calcular a Parte da Fortuna


O Parte da Fortuna é calculado como Ascendente + Lua – Sol para quem nasceu durante o dia e Ascendente + Sol – Lua para quem nasceu a noite. Ou seja, os graus de distância (seguindo a direção dos signos) entre o Sol e a Lua são calculados e, em seguida, a mesma distância é medida a partir do ponto do ascendente.

Como você pode fazer isso?

Encontre a posição longitudinal do Sol, Lua e Ascendente no seu software ou app de preferencia. Some o numero de longitude de acordo com o signo que ele está e o número na tabela abaixo.

AriesSomar 0LibraSomar 180
TouroSomar 30EscorpiãoSomar 210
GêmeosSomar 60SagitárioSomar 240
CâncerSomar 90CapricórnioSomar 270
LeãoSomar 120AquárioSomar 300
VirgemAdd 150PeixesSomar 330

Vamos supor que alguém que nasceu durante o dia tenha um Ascendente em 20 de Escorpião, a Lua em 28 de Touro, e o Sol em 5 de Leão.

Ascendente 20 de Escorpião + 210 = 230
Lua 28 de Touro + 30 = 58

Sol 5 de Leão + 120 = 125

Parte da Fortuna = 230 + 58 – 125 = 163

163 = 13 de Virgem

A Interpretação do Parte da Fortuna


No campo da interpretação, o Parte da Fortuna era usado para representar o corpo, a fortuna e a saúde. Também era usado as vezes em lugar do ascendente, alterando assim a numeração das casas, para descobrir mais sobre esses fatores. Muitos astrologos usavam o Parte da Fortuna como um indicador simples de bem-estar material e, principalmente, em mapas horários, como um marcador de sucesso.

FAQ


O que são as Partes Astrológicas?

As partes astrológicas são uma técnica antiga de astrologia que envolve cálculos matemáticos para determinar pontos significativos em um mapa astrológico.

Como a Parte da Fortuna é calculado?

O Parte da Fortuna é calculado de acordo com a fórmula: Ascendente + Lua – Sol para pessoas que nasceram durante o dia.

Quem foi Paulus Alexandrinus?

Paulus Alexandrinus foi um astrólogo que viveu no final do Império Romano e escreveu a obra “Eisagogika” ou “Introdução à Astrologia” em 378 d.C.

Quem foi Abu Ma’shar al-Balkhi

Abu Ma’shar al-Balkhi foi um astrólogo muçulmano persa do início que foi considerado o maior astrólogo da corte abássida em Bagdá. Ele nasceu em 10 de agosto de 787 em Balkh, uma cidade antiga no território do que é hoje o Afeganistão.

Pedro Cabral

Pedro Cabral

Graduação acadêmica em Comunicação e mais de 15 anos de dedicação à Astrologia Védica. Tudo teve início quando tive o privilégio de conhecer um ourives vaishnava, cuja inspiração me guiou. Ao longo do tempo, fui aluno de mestres indianos, lapidando com cuidado minhas habilidades. Sempre movido em enriquecer e contribuir ativamente para o florescimento da comunidade astrológica e dos amantes desta arte.

Contribua com a divulgação da Astrologia Védica!

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on pinterest
Share on email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca Tempo

Aprenda com os melhores. Se matricule em nossos cursos

Últimos Artigos

Não perca Tempo

Baixe a Apostila sobre os Primeiros Passos da Astrologia Védica inteiramente Grátis